BENTLEY CONTINENTAL GT SPEED – DOIS CARROS EM UM

BENTLEY CONTINENTAL GT SPEED – DOIS CARROS EM UM

E BEM DIFÍCIL ENCONTRAR um carro melhor como o que tivemos a oportunidade de dirigir entre a Inglaterra e a Escócia. É o novo Bentley Continental GT Speed, o esportivo da marca inglesa de grande luxo, e também, o Bentley mais rápido jamais fabricado. E quando falamos de dois carros em um, não estamos falando somente de duas carrocerias, coupe e conversível, mas ao fato de que em um só automóvel estão conjugados um carro muito elegante e sofisticado e, ao mesmo tempo, um esportivo de altíssimo desempenho.

Sem dúvida o melhor do novo Bentley Continental GT Speed é o seu motor W12 de 6 litros, biturbo, um de cada lado. O bloco tem doze cilindros em configuração do tipo W, quer dizer, duas bancadas em V, com duas fileiras de três cilindros cada uma. Assim, as culatras tem 24 válvulas e o seu próprio computador para abrir e fechar cada uma delas no momento justo e para controlar a faísca de ignição. O motor é montado à mão na planta em Crewe, Inglaterra, por uma equipe de 30 mecânicos que empregam 12 horas e meia na montagem de cada um desses motores, que logo são submetidos a exigentes testes para sair produzindo 626 cavalos de potência e 607 libras por pé de torque.

O motor W12 vem acoplado a uma transmissão automática ZF de 8 velocidades tração integral, nas quatro rodas, com 40% do torque no eixo dianteiro e 60% no traseiro. Com isto tudo, o Bentley Continental GT Speed recebe o título do carro mais rápido da história produzido pela marca, capaz de alcançar uma velocidade máxima de 206 milhas; hora e uma aceleração de 0 a 60 MPH em 4 segundos na versão coupe, e 4.1s na conversível. Com essa aceleração e essa velocidade, os freios são fundamentais, a discos ventilados nas quatro rodas, com mordaças pintadas de vermelho e pastilhas de carbono e silicone É tanto o calor que o freio produz que se parasse o carro estando a mais de 200 milhas por hora, e se essa temperatura fosse convertida em eletricidade, daria para abastecer uma casa normal durante seis horas.

Para fazer de um Gran Turismo, um esportivo de altíssimo desempenho, e equipá-lo com um motor de generosa potência, foi preciso também modificar um pouco a suspensão, para não perder esses requintes de luxo e sofisticação, mas sim o necessário para adaptar o carro aos 626 cavalos do motor. Por isso a suspensão foi rebaixada 10 milímetros e lhe deram também um pouco mais de rigidez. O resultado é evidente quando se entra numa curva pronunciada por cima das 75 milhas por hora, sem perder nem um pouquinho da suavidade própria dos Gran Turismo.

O espetacular design do Continental GT Speed consegue atrair todos os olhares, com detalhes que ajudam no comportamento aerodinâmico e o agarre dos pneus. Na frente, impressiona a sobriedade da grelha e os faróis duplos, e visto da traseira, são destaque os canos de escapamento gêmeos, com pontas ovais Mais o que finalmente deixa a gente de boca aberta é o requintado interior do GT Speed. Nenhuma novidade tratando-se de um Bentley, mas é que este é incrivelmente luxuoso: Assentos feitos à mão em couro alemão de primeira qualidade, detalhes impecáveis no painel de instrumentos e nas portas em madeira nobre e alumínio escovado ou em fibra de carbono volante forrado em couro e costurado à mão por uma equipe de artesões que seguem um processo tradicional, orgulho da Bentley.

No consumo de gasolina, o Bentley Continental GT Speed Coupe rende 13 milhas por galão na cidade e 28 na autopista enquanto o conversível consome um galão de gasolina Premium a cada 12 milhas nas ruas e 27 na estrada. O preço de venda ao consumidor nos Estados Unidos começa nos $227,600 para o coupe e $250,100 para o conversível.

Comentários

comentários

Related Posts