Home Turismo Charleston, SC

Charleston, SC

576
Charleston, SC
Charleston, SC

CHARLESTON, situada na Carolina do Sul, tem 150.000 habitantes é a mais populosa do estado seguida pela capital, Columbia. Está localizada na costa do Oceano Atlântico.

História
Depois que Carlos II da Inglaterra (1660-85) foi restaurado ao trono britânico após o protetorado de Oliver Cromwell, ele concedeu em 1663, o Território da Carolina a oito de seus amigos leais, conhecidos como Lords Proprietors. Demorou sete anos para que os Lordes pudessem efetuar o negócio. O primeiro chamava-se Charles Town. Alguns colonos ingleses se estabeleceram na comunidade em 1670 à margem oeste do rio Ashley, que foi escolhida por Anthony Ashley-Cooper, um dos Lords Proprietors e se tornou um importante porto. Antes de 1680, o assentamento havia crescido com imigrantes da Inglaterra, Barbados e Virgínia que se estabeleceram em sua atual localização peninsular. Charleston foi o centro nevrálgico das expedições para a extensão das terras vizinhas e foi o ponto mais meridional da colonização inglesa no final do século 17. A cidade foi fundada como Charlestown ou Charles Towne, em 1670. Em 1783, adotou seu nome atual. Até 1800, Charleston era a quinta maior cidade da América do Norte, depois de Filadélfia, Nova York, Boston e Quebec. Ficou também conhecida como a cidade santa (devido à proeminência das igrejas, como se vê pelos muitos campanários que pontilham o horizonte da cidade).

Turismo
Charleston é conhecida por suas ruas de paralelepípedos, carruagens puxadas por cavalos e casas na cor pastel, particularmente nos elegantes bairros French Quarter e Battery. Um passeio no calçadão Battery e no Waterfront Park têm vista para o porto da cidade.

Como uma antiga cidade colonial, Charleston tem uma grande variedade de museus e atrações históricas. A antiga casa comercial concluída em 1771, é possivelmente o terceiro edifício colonial mais importante do país (atrás de Faneuil Hall em Boston, Massachusetts e Independence Hall em Filadélfia, Pensilvânia). O edifício apresenta uma masmorra em que vários signatários da Declaração de Independência foram presos, a ratificação da Constituição dos Estados Unidos em 1788 e o primeiro edifício dos correios da confederação e foi usado pela Guarda Costeira dos Estados Unidos e eventos que cercam a vida de George Washington em 1791.

Fort Moultrie, que foi fundamental para uma derrota crítica dos britânicos na Guerra Revolucionária Americana e Fort Sumter, onde a guerra civil começou, uma fortaleza federal onde os primeiros tiros da Guerra Civil ocorreram. Patriot’s Point, um museu naval localizado em Mount Pleasant, abriga o USS Yorktown, bem como vários outros navios navais. Há também várias plantações antigas na área, incluindo Boone Hall Plantation, Drayton Hall Plantation, Magnolia Plantation e Middleton Place.

O Gibbes Museum of Art, é o primeiro museu de Charleston e também o primeiro museu da America e é uma das mais antigas organizações de arte do país e que abriga 10.000 obras. Outras atrações incluem o South Carolina Aquarium, o Audubon Swamp Garden ou o Cypress Gardens.

Uma cidade religiosa
A prova da natureza religiosa de Charleston é a antiga lei da cidade que nenhum edifício pode exceder em altura o campanário da Igreja de St. Michael. Historicamente, Charleston foi uma das cidades mais religiosamente tolerantes do Novo Mundo. Recentemente, a diocese episcopal conservadora da Carolina do Sul, com sede em Charleston, é uma das mais dominantes na Igreja Anglicana. Charleston é o lar da única Congregação Afro-Americana da Igreja Batista do Sétimo Dia nos Estados Unidos e Canadá. A Primeira Igreja Batista em Charleston é a Igreja Batista mais antiga do sul do país.

Hoje, a língua Gullah ainda é falada entre os habitantes afro-americanos locais.